OS “SENHORES DO RIO” E A CIDADE: POLÍTICA E “DESENVOLVIMENTO” NO NORTE DE MINAS

Nôila Ferreira Alencar
Simone Narciso Lessa
Ivaldo Frois Diniz

O rio São Francisco apresenta-se como um dos caminhos utilizados no processo de desenvolvimento da região interiorana do Brasil. Ao longo do seu curso surgiram chefes locais, aglutinadores de poder econômico e político, responsáveis pelo processo de “povoamento” e desenvolvimento destas áreas. O presente trabalho almeja analisar a influência e conduta dos chefes políticos vigentes na cidade ribeirinha de Manga – localizada a margem esquerda do Alto Médio São Francisco – durante os anos de 1920 a 1960. Constituem objetivos deste texto observar a conduta dos “coronéis” do São Francisco, tomando como objeto de estudo a cidade de Manga. Buscamos, por meio dela, evidenciar como estes sujeitos políticos atuaram na cidade, destacando sua postura frente aos contextos macrossocias – vinculados a fatores políticos, de industrialização e urbanização. Para realizarmos os propósitos expostos utilizaremos o método histórico, seguido pelo diálogo entre as fontes documentais do período abordado e literaturas pertinentes ao tema. A relevância desta produção assenta-se na necessidade de compreendermos como os chefes políticos do interior norte mineiro, vinculados as cidades banhadas pelas águas do São Francisco, aturaram e receberam as transformações vigentes na primeira metade do século XX contribuindo para seu desenvolvimento.


 

 Trabalho Completo