REDES DE TRANSPORTES E COMÉRCIO INTERNACIONAL: uma abordagem geográfica das exportações do setor siderúrgico-metalúrgico na mesorregião norte de Minas Gerais

Luiz Andrei Gonçalves Pereira
William Rodrigues Ferreira

O sistema de trocas de bens e serviços no comércio internacional tornou-se cada vez mais complexo e mais articulado em um processo de interação espacial, que ocorre a partir da organização das redes de infraestrutura, dos fluxos e das comunicações no espaço geográfico. O objetivo deste trabalho é analisar a configuração espacial das redes de transportes responsáveis pelo escoamento das exportações destinadas ao mercado internacional do setor siderúrgico-metalúrgico norte-mineiro, no período de 2004 a 2011. O estudo foi desenvolvido por meio da revisão de literatura; da análise de dados das fontes secundárias extraídos de instituições governamentais; e da coleta de dados primários obtidos através de entrevistas semiestruturadas com representantes das empresas exportadoras. As redes de transportes, de terminais de cargas e de informações têm um papel relevante na organização do espaço geográfico e nas interações espaciais do escoamento das mercadorias destinadas ao mercado internacional. Na região norte-mineira, as empresas exportadoras do setor siderúrgico-metalúrgico têm usado exclusivamente o transporte rodoviário no percurso nacional das mercadorias, utilizando mais os terminais portuários e consequentemente o transporte marítimo internacional.


 

 Trabalho Completo